Gota no oceano

Gota no Oceano

Um, entre seis bilhões e seiscentos mil.
Um cisco, uma gota, um grão.
Vivendo em um mundo de dor, fome e solidão.

Centenas de milhares nascendo.
Centenas de milhares morrendo.
Oitocentos milhões de desnutridos.

Jovens com pulsos abertos
Sangrando , gemendo
Corações partidos

Jovens desnutridos.
Almas anorexicas.
Insaciáveis e insanas.

Pais de família, desempregados
Chorando por seus filhos
Perdem a força de viver.

Lixo de gente, jogando lixo em gente.
Gente no lixo,
comendo lixo, morando no lixo.
Gente no lixo e lixo de gente.

E para sustentar as beneces de poucos.
Milhares morrem de fome.
Milhares choram, milhares sofrem.

Haverá fim para esta dor….
Haverá pão para esta fome…
Haverá água para esta sede…

O humanismo dará conta
Quem sabe o Iluminismo….
Já sei, é o materialismo….
Ou será o neoliberalismo.

No deserto , na sequidão ouve-se uma voz
Consolai , consolai,
Meu povo sofrido.
Enxugai suas lágrimas.

Todo vale será exaltado.
Todo monte será abatido.
O que está torto,
Será endireitado.

A glória do Senhor se manifestará.
O seu braço forte nos sustentará.
Ele apascentará o seu povo,
Recolherá em seus braços os cordeirinhos.

Sim, aquele que mede as águas em seus punhos
Mede a extensão dos céus em palmos
Ele virá e nos salvará.

Somos uma gota, um cisco, perante Ele
Ele se assenta sobre o globo da terra
Chama as estrelas pelo nome.

Pois não se cansa
Não se fatiga
Não desiste de nos amar.

Sustenta o abatido e oprimido.
Dá forças ao cansado.
Multiplica forças
ao que não tem nenhum vigor.

Quero esperar em Ti Senhor.
Quero subir como águia.
Correr e não cansar.
Caminhar, não olhar pra trás.

Chorar com os que choram,
Sorrir com os riem.
Andar mais uma milha
Amar ao próximo
Como amo a mim mesma.

Olhar com os teus olhos.
Tocar como tocas
Ouvir como tu ouves
Amar com teu coração

Noemi N. Ansay


Isaias 40

Site no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: