Little Things With Great Love (Featuring Madison Cunningham)

#elenão

#elenão

ele, ensinou seus filhos a atirarem quando tinham cinco anos,

ele, quer o armamento da população,

ele, já está dando lucro a indústria de armamentos,

ele, aprovou dois projetos de Lei em vinte e sete anos,

ele, acredita que refugiados, são a escória do mundo,

ele, pensa que mulheres, devem ganhar menos que os homens,

ele, quer impor um pensamento maniqueísta, como se tudo fosse tão simples,

ele, não tem um projeto de Governo,

ele, despreza nosso maior educador, Paulo Freire,

ele, quer a violência,

ele, quer metralhar a Rocinha,

ele, quer matar mais trinta mil,

ele, quer impor o medo,

ele, é capaz de tudo pelo poder,

ele, quer afundar o Brasil,

ele, não merece o meu e nem o seu voto,

por isso, #elenão, #elejamais,

n.n.a

 

 

 

 

Progression: A documentary on music therapy

 

Este documentário analisa os diferentes indivíduos que podem se beneficiar da musicoterapia. Também analisa o futuro da musicoterapia na Irlanda, já que esta terapia ainda não recebeu reconhecimento legal na Irlanda.

Khruangbin

 

“Julgo que todos adoramos música que nos leve a algum novo lugar. Como o gospel. Segundo a definição do género, não é psicadélica, mas leva-te realmente algures – como o faz o rock psicadélico. É música transportadora”, dizia Laura Lee à XL8RL no início deste ano. “A música tailandesa de que gostamos era fortemente influenciada pela soul e pelo funk americanos, e depois foi reflectida de novo em nós. Vai e vem. Transforma-se num espelho perante outro espelho. Gosto muito dessa ideia”, afirmava Mark Speer.”

https://www.publico.pt/2018/05/04/culturaipsilon/noticia/a-musica-dos-khruangbin-voa-para-todo-o-mundo-1815874

 

“She was a queen
She had a house
She was a fighter
She was a queen

Had a good dude
Bought me a rabbit
She was a queen
Wearing white gloves
But she kept ‘em clean
Classy Lady
But she wasn’t quiet
She was a queen

One day she was gone
She died in a fight
‘Cause she was a fighter
She was a queen.”

“Diz a banda que, no final dos concertos, são abordados por gente que lhes diz que a música dos Khruangbin faz, literalmente, parte do seu dia-a-dia. “Falam muito de cozinhar, estudar, fazer jardinagem, tomar um duche. Uma obstetra contou-nos que faz os partos enquanto ouve os nossos discos”. Tal não significa que esta música encaixe na categoria de ruído de fundo anódino, qual negligenciável papel de parede a envolver o quotidiano. Precisamente o contrário. Na sua inspirada discrição, na sua elegância despida de qualquer espalhafato, a música dos Khruangbin é um bálsamo para o correr dos dias: carregamo-la connosco e transforma-se a realidade em redor.”

 

 

 

 

 

She was a queen

Vivaldi’s Flautino Concerto in C Major (RV 443) | Lucie Horsch with the MCO

 

Vida

En unge till – “Lennart Nilsson”

Resultado de imagem para lennart nilsson a child is born

A vida é tão interessante, tão bonita, tão paradoxal, tão rica, tão distinta, tão autêntica, tão simples, tão complexa, tão orgânica, tão social, tão vívida, tão colorida, tão doce, tão amarga, tão brilhante… A Vida chora, ri, sangra, cresce, pulsa, borbulha, treme, pinica, corta, range, sussurra, descansa, grita, respira, repulsa, enjoa, cansa, deita, levanta, insiste, persevera, tolera, teima, torce, canta, silencia, procura, encontra, perde, acha, adoece, sara, pulsa, queima, ganha, perde, soluça, sente, flui, corre, morre e ressuscita. Como vivê-la? Vivendo.

noemi n. ansay

Especialização em Musicoterapia

Especialização em Musicoterapia.

Mais informações: pos.musicoterapia@unespar.edu.br

 

BANNERPOSMUSICOTERAPIASmall

O curso de Especialização Lato Sensu, Musicoterapia: música e saúde na contemporaneidade tem ressonância com as necessidades sentidas pelos profissionais formados na FAP e em outras instituições do território brasileiro. A busca se concentra em aprofundar e atualizar conhecimento sobre o papel significativo da prática musicoterapêutica sobre a saúde do cliente. Isso porque o musicoterapeuta utiliza a música de forma cientificamente planejada para promover transformações significativas à condição de saúde biopsicossocial do cliente. Está organizada em quatro (4) eixos com dezoito (18) aulas aos finais de semana uma a duas vezes ao mês. Cada eixo, com carga horária aproximada de 80h (oitenta horas), contém disciplinas ministradas por professores do curso de Bacharelado em Musicoterapia e professores convidados, inclusive de âmbito internacional. Oferece horas para seminários temáticos por eixos onde os alunos apresentarão trabalhos construídos com os conhecimentos apreendidos. Os profissionais convidados são indicados pela relevância na produção e prática profissional no território nacional e América Latina. Os musicoterapeutas terão acesso aconteúdos teóricos e práticos atualizados na área da musicoterapia. Também serão inseridos em ambientes de reflexão e construção de conhecimentos na integração de conteúdos e questionamentos apresentados em aulas expositivas, interativas, práticas, presencial e semi presencial.A carga horária total dos Eixos somam 320h. Conta-se também mais 10h para a prática supervisionada (2 horas de supervisão), 50h para a realização, conclusão e entrega do Trabalho de Conclusão do Curso no formato de artigo científico, para a integralização do curso. O curso totaliza 380h (trezentas e oitenta horas) de trabalhos.
Justificativas: Por apresentar ressonância com as necessidades sentidas pelos profissionais formados na FAP e em outras instituições do território brasileiro;
Por apresentar, no cabedal de disciplinas ofertadas aos musicoterapeutas, o acesso a conteúdos teóricos e práticos atualizados na área da Musicoterapia;
Por fomentar durante o curso a inserção dos alunos em ambientes de reflexões e construções de conhecimentos na integração de conteúdos e questionamentos apresentados em aulas expositivas, interativas, práticas presenciais e semi presenciais;
Por aprofundar e atualizar conhecimento sobre o papel significativo da prática musicoterapêutica sobre a saúde do cliente. Isso porque o musicoterapeuta utiliza a música de forma cientificamente planejada para promover transformações significativas à condição de saúde biopsicossocial do cliente;
Por discutir o papel profissional do musicoterapeuta em equipes multiprofissionais, seja na área da saúde ou educação ou social;
Por aspirar à ampliação das publicações na área para futura implementação de um programa de mestrado.

Disciplinas: EIXO 1- Musicoterapia, Música, Saúde e Bem Estar
Música e cognição musical em saúde: pesquisas recentes envolvendo música e neurociências;
Musicoterapia Social Comunitária: abordagens e aplicabilidades;
Musicoterapia na Saúde Mental: abordagens e aplicabilidades;
Musicoterapia Educacional: práticas pedagógicas para desenvolvimento humano e inclusão;
Musicoterapia Hospitalar: especificidades e aplicabilidades;
Tópicos Especiais em Musicoterapia, cognição musical, Música, Saúde e Bem Estar.

Disciplinas EIXO 2 – Metodologia da Pesquisa e instrumentos específicos de análise e avaliação
Instrumentos de avaliação em Musicoterapia aplicados à pesquisa e clínica I;
Instrumentos de avaliação em Musicoterapia aplicados à pesquisa e clínica II;
Metodologia qualitativa, quantitativa e mista de pesquisa em Musicoterapia;
Tópicos Especiais em Metodologia da Pesquisa: desenvolvimento do projeto de pesquisa.

Disciplinas EIXO 3 -Práticas Musicais em Musicoterapia
Improvisação musical e clínica;
Composição e audição musicais em Musicoterapia;
Recriação musical na prática clínica;
Tópicos Especiais em práticas musicais em musicoterapia: atividade prática das técnicas vivenciadas.

Disciplinas EIXO 4 – Música, Saúde, Contemporaneidade e diversidades
Pessoas em situação de vulnerabilidade na contemporaneidade;
Direitos humanos e diversidades;
Políticas públicas e legislação;
Música, cidadania e diversidade na contemporaneidade;
Tópicos Especiais em Música, Saúde, Contemporaneidade e diversidades.

Corpo Docente:
Mark Ettenberger
Marília Nunes
Claudia Regina Zanini
Araci Ansinelli da Luz
Gastão Octavio Franco da Luz
Andressa Dias Arnd
Camila Siqueira Gouvêa Acosta Gonçalves
Sheila Beggiato
Mariana Arruda Lacerda
Noemi Nascimento Ansay
Rosemyriam Cunha
Clara Márcia de Freitas Piazzetta
Lydio Robert Silva
Frederico Pedrosa
Bernadete Grillo
Gislaine Vagetti
Ederson Marques Goes
Patrícia de Mello
André Brandalise
Lia Rejane Mendes Barcellos
Marina Freire
Alexandre Mauat
Marly Chagas

https://www.facebook.com/events/569528526762930/

Revista Brasileira de Musicoterapia ANO XIX NÚMERO ED. ESPECIAL / 2017

Revista-Brasileira-de-Musicoterapia_2017-EE-capa-crop

 

Leia a Revista Completa: http://www.revistademusicoterapia.mus.br/wp-content/uploads/2018/04/Revista-Brasileira-de-Musicoterapia_2017-EE.pdf

  • O que as pesquisas em musicoterapia falam da infância e da adolescência?
    How does research in music therapy concerns in childhood and adolescence?  Noemi Nascimento Ansay

p. 298

  • Musicoterapia na escola: desafios e perspectivas para a construção de espaços inclusivos
    Music therapy in school: challenges and perspectives for the construction of inclusive spaces
    Lindsy Fernandes da Silva
    Noemi Nascimento Ansay

p.98

Site no WordPress.com.

Acima ↑

XI Encontro Nacional de Estudantes de Musicoterapia (ENEMT)

Sítio virtual do Encontro Nacional de Estudantes de Musicoterapia evento realizado no Brasil desde 2009!

escamandro

poesia tradução crítica

Filipe Miguel

Amor Desejo Sedução Romance... à vossa disposição aqui

Beija-flor Cigano

Poesias, frases e pensamentos

Diário da Inclusão Social

A inclusão como ferramenta de transformação social

Depressão com Poesia

Assumi, estou com uma doença que afeta a saúde e apaga o amável. Depressão aqui vou te descrever com informes e POESIA. A dor em forma de arte.

escritora claudia isadora fernandes de oliveira

blog para divulgar meus livros e outras cositas más q ando aprontando...;)

Blog Carol Luvizotto

Ponto de vista: Carreira Acadêmica, Pesquisa Científica e Educação

Thiago Amazonas de Melo

Não acreditem em nada do que eu digo aqui. Isso não é um diário. Eu minto.

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: