TDAH – Transtorno do Défict de Atenção e Hiperatividade

Falta de foco O transtorno de deficit de atenção e hiperatividade e os efeitos do tratamento

http://noticias.bol.uol.com.br/ciencia/2012/07/14/campanha-reacende-debate-sobre-deficit-de-atencao.jhtm

TDA-H Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade
O Transtorno do déficit de atenção/hiperatividade (TDA-H) é um transtorno real, que consiste em problemas com período de atenção, com o controle do impulso e o nível de atividade (BARKLEY, 2002).
No TDA-H, o centro de atenção apresenta uma disfunção que interfere no desempenho da criança e pode ser uma causa do comportamento hiperativo. As informações podem ser transmitidas de um hemisfério a outro, sem problemas, o que é essencial a aprendizagem, mas a disfunção do centro de atenção impede a concentração e controle de impulsos. Segundo Goldstein “os centros de atenção também são afetados por fatores hereditários e ambientais.” (GOLDSTEIN 2002, p.65)
Outras causas associadas ao TDA-H podem ser: lesões neurológicas, lesões cerebrais, alteração nos neurotransmissores, atividade cerebral diminuída em determinadas regiões e defeito, má formação das cerebrais estruturais.
Segundo Goldstein (2002), os casos de TDA – H somam-se 3% a 7% das crianças em idade escolar, com uma prevalência para o sexo masculino. Aproximadamente 20% das crianças hiperativas podem ter originalmente, problemas de desatenção, sem problemas significativos de excesso de atividade ou impulsividade.
O DSM-IV (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais) reconhece três subtipos de TDA-H, o subtipo desatento (demonstra mais características da desatenção), subtipo hiperativo/impulsivo e o subtipo combinado.   
BARKLEY, Russell A. Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH): guia completo para pais, professores e profissionais da saúde. Porto Alegre: Artmed, 2002.

DSM-IV: Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais, CID-10: Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados, 1994. Disponível em www.psicologia.pt/instrumentos/dsm_cid/acesso 07/11/2011.

GOLDSTEIN, Sam. Hiperatividade: Como desenvolver a capacidade de atenção da criança/ Sam Goldstein, Michel Goldstein. 8ª edição. Campinas,SP: Papirus, 2002. 

Site no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: