Educação de surdos pelos próprios surdos : uma questão de Direitos

Maior orgulho…minha amiga Silvia Andreis

http://www.editoracrv.com.br/

EDUCAÇÃO DE SURDOS PELOS PRÓPRIOS SURDOS: uma questão de direitos
Autor(es): Sílvia Andreis Witkoski
ISBN: 978-85-8042-461-4
Editora: EDITORA CRV

Sinopse

No transcorrer deste livro o leitor encontrará a discussão do tema “educação de surdos e inclusão” construída por meio dos discursos sinalizados pelos próprios sujeitos, a partir do olhar (de dentro) de quem é surdo e conhece, de forma visceral, as experiências da “inclusão”, enquanto que a educação que almejam ainda se constitui em uma exceção à regra. São sujeitos historicamente silenciados pelos estigmas e preconceitos que lhes são atribuídos e para quem são construídas políticas educacionais a partir da perspectiva inclusiva ouvinte. A leitura presente leva o leitor a conhecer e entender qual a educação que os surdos defendem, e porque a grande maioria se opõe à política educacional que prevê sua inclusão indiscriminada no ensino regular, o que subtrai o direito legalmente previsto em lei, de que possam receber uma educação bilíngue em escola própria. Nesta perspectiva, destaca-se que ensino bilíngue tem, como eixo de sustentação, a Língua de Sinais como língua de instrução para o surdo, e a língua oral oficial do país como segunda língua. E somente num ambiente linguístico naturalmente bilíngue é que este alunado terá, de fato, a possibilidade de construir-se enquanto sujeito usuário da Língua de Sinais como primeira língua, promovendo a aprendizagem da língua oral por meio da metodologia de segunda língua.

Poema


Poema
saída de emergência
rota de fuga
válvula de escape
caminho escorregadio
abismo
desfiladeiro
corda no pescoço
tapa na cara
copo de cólera
limonada sem açúcar
desassossego
fenda aberta
ferida lambida
caniço seco
silêncio rude
pausas intermináveis
emboscada
solidão
a terra do nunca
paraíso na terra
caminho de volta
noite estrelada
chuva de verão
portas abertas
crianças na praça
música no ar
as cores da melancia
flor de maracujá
fruta no pé
doçura do pêssego
mel na boca
coração grato
um jardim de rosas
sabedoria dos anciãos
amizades improváveis
sonho por dias melhores
amar todas as coisas
viagens intergalácticas
Já quanto ao poeta,
como bem diria Leminsky:
inverno
primavera
poeta é
quem se considera
n.n.a

Paralympic Games Closing Ceremony London 2012 Coldplay

A Música une todos os seres humanos em suas singularidades e diversidades.

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: