Oração Celta

Que a estrada se abra a sua frente.
Que o vento sopre levemente às suas costas.
Que o sol brilhe morno e suave em sua face.
Que a chuva caia de mansinho em seus campos.
E até que nos encontremos de novo,
que Deus lhe guarde nas palmas de suas mãos.

Astronauta: sobre mães e filhas



Desde a infância sonhava em ser astronauta,
me encantava ver as estrelas e os corpos celestes.
Pensava no universo em expansão,
nos cem mil anos-luz da Via Láctea,
nas supernovas, na matéria escura,
e no multiverso cósmico.
Hoje lembro da minha mãe,
mirando as estrelas, o céu e a eternidade.
Sempre olhando a partir de si, para fora de si.
Escuto sua voz sussurrando:
– Olhe para as estrelas, olhe para o Eterno.
Hoje em pensamentos, digo o mesmo para minha filha:
– Olhe para as estrelas, olhe para o Eterno.

(Noemi N. Ansay)
#PoemasQuarentena2

Mistério Pascal

Deus está em uma cruz. O criador do universo está morrendo.

Cuspe e sangue se misturam e ressecam em sua face e seus lábios estão rachados e inchados. Os espinhos rasgam o couro cabeludo. Os pulmões sofrem com uma dor aguda. As pernas são tomadas de cãibras e não há ninguém que o salve, pois Ele está se entregando em sacrifício.

Não são seis horas comuns…não é uma sexta-feira comum.

“O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” João 10:11

Max Lucado

365 Bençãos

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: