Especialização em Musicoterapia

Especialização em Musicoterapia.

Mais informações: pos.musicoterapia@unespar.edu.br

 

BANNERPOSMUSICOTERAPIASmall

O curso de Especialização Lato Sensu, Musicoterapia: música e saúde na contemporaneidade tem ressonância com as necessidades sentidas pelos profissionais formados na FAP e em outras instituições do território brasileiro. A busca se concentra em aprofundar e atualizar conhecimento sobre o papel significativo da prática musicoterapêutica sobre a saúde do cliente. Isso porque o musicoterapeuta utiliza a música de forma cientificamente planejada para promover transformações significativas à condição de saúde biopsicossocial do cliente. Está organizada em quatro (4) eixos com dezoito (18) aulas aos finais de semana uma a duas vezes ao mês. Cada eixo, com carga horária aproximada de 80h (oitenta horas), contém disciplinas ministradas por professores do curso de Bacharelado em Musicoterapia e professores convidados, inclusive de âmbito internacional. Oferece horas para seminários temáticos por eixos onde os alunos apresentarão trabalhos construídos com os conhecimentos apreendidos. Os profissionais convidados são indicados pela relevância na produção e prática profissional no território nacional e América Latina. Os musicoterapeutas terão acesso aconteúdos teóricos e práticos atualizados na área da musicoterapia. Também serão inseridos em ambientes de reflexão e construção de conhecimentos na integração de conteúdos e questionamentos apresentados em aulas expositivas, interativas, práticas, presencial e semi presencial.A carga horária total dos Eixos somam 320h. Conta-se também mais 10h para a prática supervisionada (2 horas de supervisão), 50h para a realização, conclusão e entrega do Trabalho de Conclusão do Curso no formato de artigo científico, para a integralização do curso. O curso totaliza 380h (trezentas e oitenta horas) de trabalhos.
Justificativas: Por apresentar ressonância com as necessidades sentidas pelos profissionais formados na FAP e em outras instituições do território brasileiro;
Por apresentar, no cabedal de disciplinas ofertadas aos musicoterapeutas, o acesso a conteúdos teóricos e práticos atualizados na área da Musicoterapia;
Por fomentar durante o curso a inserção dos alunos em ambientes de reflexões e construções de conhecimentos na integração de conteúdos e questionamentos apresentados em aulas expositivas, interativas, práticas presenciais e semi presenciais;
Por aprofundar e atualizar conhecimento sobre o papel significativo da prática musicoterapêutica sobre a saúde do cliente. Isso porque o musicoterapeuta utiliza a música de forma cientificamente planejada para promover transformações significativas à condição de saúde biopsicossocial do cliente;
Por discutir o papel profissional do musicoterapeuta em equipes multiprofissionais, seja na área da saúde ou educação ou social;
Por aspirar à ampliação das publicações na área para futura implementação de um programa de mestrado.

Disciplinas: EIXO 1- Musicoterapia, Música, Saúde e Bem Estar
Música e cognição musical em saúde: pesquisas recentes envolvendo música e neurociências;
Musicoterapia Social Comunitária: abordagens e aplicabilidades;
Musicoterapia na Saúde Mental: abordagens e aplicabilidades;
Musicoterapia Educacional: práticas pedagógicas para desenvolvimento humano e inclusão;
Musicoterapia Hospitalar: especificidades e aplicabilidades;
Tópicos Especiais em Musicoterapia, cognição musical, Música, Saúde e Bem Estar.

Disciplinas EIXO 2 – Metodologia da Pesquisa e instrumentos específicos de análise e avaliação
Instrumentos de avaliação em Musicoterapia aplicados à pesquisa e clínica I;
Instrumentos de avaliação em Musicoterapia aplicados à pesquisa e clínica II;
Metodologia qualitativa, quantitativa e mista de pesquisa em Musicoterapia;
Tópicos Especiais em Metodologia da Pesquisa: desenvolvimento do projeto de pesquisa.

Disciplinas EIXO 3 -Práticas Musicais em Musicoterapia
Improvisação musical e clínica;
Composição e audição musicais em Musicoterapia;
Recriação musical na prática clínica;
Tópicos Especiais em práticas musicais em musicoterapia: atividade prática das técnicas vivenciadas.

Disciplinas EIXO 4 – Música, Saúde, Contemporaneidade e diversidades
Pessoas em situação de vulnerabilidade na contemporaneidade;
Direitos humanos e diversidades;
Políticas públicas e legislação;
Música, cidadania e diversidade na contemporaneidade;
Tópicos Especiais em Música, Saúde, Contemporaneidade e diversidades.

Corpo Docente:
Mark Ettenberger
Marília Nunes
Claudia Regina Zanini
Araci Ansinelli da Luz
Gastão Octavio Franco da Luz
Andressa Dias Arnd
Camila Siqueira Gouvêa Acosta Gonçalves
Sheila Beggiato
Mariana Arruda Lacerda
Noemi Nascimento Ansay
Rosemyriam Cunha
Clara Márcia de Freitas Piazzetta
Lydio Robert Silva
Frederico Pedrosa
Bernadete Grillo
Gislaine Vagetti
Ederson Marques Goes
Patrícia de Mello
André Brandalise
Lia Rejane Mendes Barcellos
Marina Freire
Alexandre Mauat
Marly Chagas

https://www.facebook.com/events/569528526762930/

Revista Brasileira de Musicoterapia ANO XIX NÚMERO ED. ESPECIAL / 2017

Revista-Brasileira-de-Musicoterapia_2017-EE-capa-crop

 

Leia a Revista Completa: http://www.revistademusicoterapia.mus.br/wp-content/uploads/2018/04/Revista-Brasileira-de-Musicoterapia_2017-EE.pdf

  • O que as pesquisas em musicoterapia falam da infância e da adolescência?
    How does research in music therapy concerns in childhood and adolescence?  Noemi Nascimento Ansay

p. 298

  • Musicoterapia na escola: desafios e perspectivas para a construção de espaços inclusivos
    Music therapy in school: challenges and perspectives for the construction of inclusive spaces
    Lindsy Fernandes da Silva
    Noemi Nascimento Ansay

p.98

Plano dos Direitos da Pessoa com Deficiência no Estado do Paraná

capappcd

http://www.coede.pr.gov.br/arquivos/File/Planos_e_Direitos_Acessivel_18_01_18.pdf

Como representante da Secretaria de Ciências e Tecnologia, tive o prazer de participar na construção deste documento, como ponto focal na discussão da inclusão de estudantes com deficiência no ensino superior.

CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA DO ESTADO
DO PARANÁ
DELIBERAÇÃO Nº 001 /2017 – COEDE
O Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência – COEDE/PR, reunido
ordinariamente no dia 21 de agosto de 2017, no uso das suas atribuições regimentais e,
Considerando o Decreto nº 6.949 de 25 de agosto de 2009, que promulga a
Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo
Facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de 2007;
Considerando o Decreto nº 7.612 de 17 de novembro de 2011, que institui o Plano
Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Plano Viver sem Limite;
Considerando a Lei nº 18.419 de 7 de janeiro de 2015, que estabelece o Estatuto
da Pessoa com Deficiência do Estado do Paraná;
Considerando a Lei nº 13.146 de 6 de julho de 2015, que institui a Lei Brasileira de
Inclusão da Pessoa com Deficiência.
DELIBERA,
Art. 1º – Pela aprovação do Plano dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado
do Paraná, para o período de 2018-2021.
Art. 2º – Pela autorização ao órgão gestor coordenar a submissão do documento à
análise de especialistas e revisão para fins de publicação e disseminação generalizada.
Art. 3º – A presente deliberação entrará em vigor na data de sua publicação.
PUBLIQUE-SE.
Curitiba, 21 de agosto de 2017.
Flavia Bandeira Cordeiro
Presidente do COEDE

InCantare: períodico que articula arte, saúde e educação

29136682_1628119643940465_8241706340221714432_n

http://periodicos.unespar.edu.br/index.php/incantare

Foco e Escopo

A InCantare é uma revista interdisciplinar que enfatiza a veiculação de artigos que tratam de articulações entre arte, saúde e educação. O periódico é uma publicação do Campus de Curitiba II da Faculdade de Artes do Paraná – FAP/UNESPAR, com periodicidade semestral. A revista foi criada no ano de 2010, intitulada NEPIM (ISSN 2237-3365) e no ano de 2012 foi renomeada para InCantare. Mantida pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares em Musicoterapia – NEPIM, a revista tem por objetivo publicar e divulgar artigos originais e inéditos de autores filiados a grupos de pesquisa, que tragam contribuições para o campo da Musicoterapia, da Música, da Educação, da Saúde e de áreas afins, fomentando assim o intercâmbio entre pesquisadores de diversas instituições universitárias do país. Atualmente, a revista encontra-se indexada nas bases Periódicos (CAPES), Sumários (nacional), Latindex (latino americano), e Copernicus (internacional). A Revista InCantare está disponível na versão on-line, ISSN 2317-417X. As contribuições enviadas pelos autores serão submetidas ao processo de revisão cega por pares de no mínimo dois relatores especialistas ad-hoc mais a revisão dos editores.

A Revista InCantare recebe artigos para dois volumes ao ano e a submissão é feita exclusivamente através de cadastro do autor no portal de periódicos da UNESPAR. A publicação tem por objetivo divulgar artigos nas áreas de Musicoterapia, Música, Educação, Saúde e afins, nas suas mais variadas formas de análise disciplinar, incentivando assim o intercâmbio de conhecimento entre pesquisadores de diversas instituições de ensino, sejam elas brasileiras ou estrangeiras.

Construindo em um lar, um abrigo para tempestade

 

 

White Owl

When the night comes
And you don’t know which way to go
Through the shadowlands
And forgotten paths
You will find a road

Like an owl you must fly in moonlight with an open eye
And use your instinct as a guide, to navigate the ways that lays before you
You were born to, take the greatest flight

Like a serpent and a dove, you will have wisdom born of love
To carry visions from above into the places no man dares to follow
Every hollow in the dark of night
Waiting for the light
Take the flame tonight

Cause, child the time has come for you to go
You will never be alone
Every dream that you have been shown
Will be like living stone
Building you into a home
A shelter from the storm

Like a messenger of peace, the beauty waits be released
Upon the sacred path you keep, leading deeper into the unveiling
As your sailing, across the great divide

Like a wolf at midnight howls, you use your voice in darkest hours
To break the silence and the power, holding back the others from their glory
Every story will be written soon
The blood is on the moon
Morning will come soon

Cause, child the time has come for you to go
You will never be alone
Every dream that you have been shown
Will be like living stone
Building you into a home
A shelter from the storm

Josh Garrels

Lydio Roberto

1 LYDIO ROBERTO.PNG

Homenagem ao amigo, Professor e Musicoterapeuta Lydio Roberto

http://www.e-parana.pr.gov.br/modules/debaser2/visualizar.php?audiovideo=1&xfid=9200

 

 

Pesquisa sobre a Música no Cotidiano das pessoas surdas

 

Queridos (as) amigos (as) surdos (as)

Meu nome é Noemi Nascimento Ansay, sou professora da Faculdade de Artes do Paraná (UNESPAR) e junto com minha aluna Thabata Moraes, estamos desenvolvendo uma pesquisa sobre Música no Cotidiano de Pessoas Surdas. O questionário é direcionado somente a pessoas surdas, maiores de 18 anos e sem identificação pessoal. Pedimos sua ajuda na divulgação da pesquisa.
Esse é o link do questionário: https://goo.gl/forms/AmnyK8I5ncz2mbd43
Abraços!

Nem Cleópatra, nem Nefertiti

IMG-20180301-WA0012 (2)

Nem Cleópatra, nem Nefertiti

Tão linda, com seus brilhantes brincos,
uma túnica laranja, toda florida,
maquiada e com um cesto na cabeça,
ela caminha feliz, segura de si, pelas ruas do Cairo
e quando lhe convidam para ir ao Brasil,
responde corajosamente:
– Vamos! Estou pronta pra conhecer terras distantes!
Chegou tímida, mas, foi logo se enturmando,
depois de uma semana e histórias sem fim, pra contar e pra ouvir,
abraçou a amiga brasileira, a finlandesa, a chilena, a japonesa
a russa, a africana, a italiana, a israelense, a palestina e a mexicana,
e suspirou: bom mesmo é amar e ser amado,
pois o amor é um elo perfeito,
une os de perto e os de longe,
nos faz olhar o melhor do outro,
a admirá-lo e respeitá-lo,
a quere-lo como um irmão e uma irmã.
O amor nunca falha!

(Noemi N. Ansay)

A Voz (Os Arrais)

 

“O grito mais alto e profundo
é o que mantemos trancafiado dentro do peito.
A palavra mais difícil de ser dita
é a que calamos.
A dor mais intensa
é aquela que não podemos descrever em palavras.
A saudade mais intensa
é daqueles que foram e não voltaram mais.
A pergunta mais intrigante
é aquela que não tem respostas.
Para o alto, profundo, difícil, calado, intenso, intrigante,
só Deus tem as respostas.”
( Noemi N.Ansay )

 

Site no WordPress.com.

Acima ↑

XI Encontro Nacional de Estudantes de Musicoterapia (ENEMT)

Sítio virtual do Encontro Nacional de Estudantes de Musicoterapia evento realizado no Brasil desde 2009!

escamandro

poesia tradução crítica

Filipe Miguel

Amor Desejo Sedução Romance... à vossa disposição aqui

Beija-flor Cigano

Poesias, frases e pensamentos

Diário da Inclusão Social

A inclusão como ferramenta de transformação social

Depressão com Poesia

Assumi, estou com uma doença que afeta a saúde e apaga o amável. Depressão aqui vou te descrever com informes e POESIA. A dor em forma de arte.

escritora claudia isadora fernandes de oliveira

blog para divulgar meus livros e outras cositas más q ando aprontando...;)

Blog Carol Luvizotto

Ponto de vista: Carreira Acadêmica, Pesquisa Científica e Educação

Thiago Amazonas de Melo

Não acreditem em nada do que eu digo aqui. Isso não é um diário. Eu minto.

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: