Rota Gabriela Mistral

Durante todo primário estudei na Escola Estadual em Curitiba chamada “GABRIELA MISTRAL”, a época, não me recordo de ter estudado a importância dessa mulher, mas nunca é tarde, para aprender a respeito da professora, prêmio nobel de literatura, poeta e intelectual Lucila Godoy Alcayaga.

Neste verão conheci a Rota n. 49 – Gabriela Mistral – no vale do Elqui, saímos cedo de La Serena com nossos queridos amigos Rafer e Paula e viajamos por esta linda rota, cheia de paisagens lindas, silenciosas e desérticas.

O circuito possuí seis seções que vão das cidades de La Serena e Coquimbo ao interior do vale do Elqui (Pisco Elqui). No total, a distância aproximada da rota chega a 150 quilômetros. Um total de 19 pontos turísticos a visitar são considerados parte da rota, entre os quais lugares diretamente relacionados à vida de Gabriela Mistral. Seu local de nascimento e suas primeiras escolas, bem como pequenas cidades rurais que têm uma enorme herança de culturas pré-hispânicas que aproximam os visitantes do ambiente que inspirou o poeta.

Gabriela Mistral – Ruta Patrimonial Nº49

20200126_115512

Foi um prazer conhecer a casa- escola, os museus, ler trechos de sua poesia que contempla temas ligados a sua terra, suas origens, ao Chile e ao mundo. Gabriela era filha de professores e desde criança aprendeu o ofício, com apenas 14 anos dava aulas.

UC Lorena Amaro. “Mistral trabalhou duro na musicalidade de sua poesia. Existem os sonetos, mas também outras formas rítmicas e rimadas, que ele explorou ao longo de seu trabalho, como suas canções e rondas. Ele usou várias formas de versificação, educadas e populares, que ele sabia contemplar e densificar com sua proposta estética ”.

Poeta, política y profesora: Gabriela Mistral, de Vicuña al mundo

Foi Gabriela Mistral que em 1920 indicou a leitura de autores como Tolstói, Checov e Fiódor Dostoiévski para Pablo Neruda.

 La Nación: “Gabriela Mistral não foi a primeira a quebrar as tradições da poesia castelhana: ela encontrou a terra preparada por uma evolução que Rubén Darío começou; mas ele deu à sua obra um selo que a distingue e que está na força bíblica, no amor intenso e único, do qual derivam todas as suas canções, o carinho pelos pequenos e o sentimento da natureza, o fervor religioso, o mesmos intervalos de serenidade em que você sente o suspiro de cansaço e lentidão que deixam os espasmos. Seu amor é o criador do sol dos mundos, a imensa fogueira da qual as faíscas pulam e as claridades são derramadas, que, quando quebradas nas montanhas e nas árvores, aparecem sombras monstruosas e tendem a delicadas penumbras, atingem o topo, caem no abismo, entíbia Aquecimentos, queimaduras, luzes e ofuscamentos

Da mesma forma, o pesquisador Diego del Pozo, fala sobre isso: “Definir Gabriela Mistral ou seu trabalho é entrar em um oceano cheio de diferentes mares, correntes e profundidades. Seus elementos fundamentais podem ser tão diversos quanto os interesses humanos; no entanto, o que é sem dúvida um aspecto fundamental de seu trabalho é a atemporalidade. Ambas as poesias, como seu trabalho jornalístico, ou às vezes suas cartas, carregam uma mensagem que transcende o momento de sua escrita e se manifesta como uma voz para todos os tempos.

Escola Estadual Gabriela Mistral em Curitiba, Paraná, Brasil.

I’d Like To Walk Around In Your Mind Vashti Bunyan

 

I’d Like To Walk Around In Your Mind

I’d like to walk around in your mind someday
I’d like to walk all over the things you say to me

I’d like to run and jump on your solitude
I’d like to rearrange your attitude to me

You say you just want peace and you’d never hurt anyone
You see the end before the beginning has ever begun

I would disturb your easy tranquility
I’d turn away the sad impossibility of your smile

I’d sit there in the sun of the things I like about you
I’d sing my songs and find out just what they mean to you

But most of all I’d like you to be unaware
And I’d just wander away
Trailing palm leaves behind me
So you don’t even know that I’ve been ther

Okja

giphy

Cuida do planeta em que vives, do teu país, da tua cidade, do teu bairro e da tua casa.

Cuida de tudo que te cerca, das criaturas frágeis e das flores do teu jardim.

Cuida das florestas, dos rios e dos desertos.

Cuida da água que tomas e do que comes.

Cuida dos teus livros, das tuas roupas, dos teus pertences.

Cuida da tua família, do menor e do maior.

Cuida dos teus amigos, os de perto e os de longe.

Cuida do teu coração,  da tua mente e do teu corpo.

Cuida com ternura das tuas memórias.

Cuida das tuas fragilidades.

Cuida das tuas palavras e atitudes.

Cuida de ti e cuida do próximo.

Cuida e serás cuidado.

(Noemi N. Ansay)

Filme OKJA

Será o Chile de hoje o Brasil de amanhã?

 

20200130_200627

Em janeiro, estive no Chile e para além das belezas naturais indizíveis deste país que amo e respeito e de um povo amável e aguerrido, vi cenas que mostram o momento de convulsão social pelo qual passam.

Pelas ruas manifestos violentos entre a população e os “carabineiros”, que não exitam em jogar gás lacrimogênio e pimenta, tanques na rua, Igrejas fechadas, lojas depredadas, cartazes e grafites por toda parte, um grande número de pessoas morando nas ruas e um clima de tensão em áreas mais populares.

Nas falas dos chilenos percebe-se uma preocupação pelo futuro e um receio de que em março as revoltas retornem com mais força, por outro lado, nos noticiários, representantes do governo, prometem mudanças e parecem não atentarem para realidade do povo.

Em 2016, quando finalizei meu doutorado, percebia nitidamente, que os caminhos democráticos que o Brasil estava tomando eram acertados, se comparados com as políticas neoliberais,  assumidas no Chile.   Mesmo com índices de desenvolvimento menores que o Chile, as políticas de distribuição de renda no Brasil vinham mostrando sinais de avanço para população.

Entre os motivos das revoltas no Chile, estão as grandes desigualdades sociais, assim como no Brasil, onde 1 % mais rico da população detém mais de 25% das riquezas do país. No Chile a previdência é privada e os trabalhadores aposentados não conseguem se manter de maneira digna. Também a instabilidade nos mercados internacionais geram uma queda do preço do cobre e desvalorização do peso chileno. A situação é complexa e demanda análises conjunturais.

No Brasil, o atual governo e o Ministro Paulo Guedes, miram no Chile como uma referência de desenvolvimento social e econômico. Será? Depois do que vi, acredito ser esta uma aposta equivocada, o neoliberalismo, com suas diferentes artimanhas, só tornará os ricos cada vez mais ricos e os pobres de igual modo, mais pobre.

A questão é como promover o desenvolvimento e redistribuir melhor a renda, diminuindo a pobreza e a desigualdade social?

No Chile o povo pede uma nova constituição para 2020, uma constituinte que garanta os direitos fundamentais de todos !!!!!

Chile resiste !

Brasil resiste !

América Latina resiste !Fonte: http://www.ppge.ufpr.br/teses%20d2016/d2016_Noemi%20Nascimento%20Ansay.pdf

 

 

Toda obra de Beethoven em ordem cronológica

quem-foi-beethoven-667x400

 

https://open.spotify.com/embed?uri=spotify%3Aplaylist%3A3r9Atus504uqFgTs4VgG50

Yussef Dayes X Alfa Mist – Love Is The Message (Live @ Abbey Road) ft.Mansur Brown & Rocco Palladino

Chile 2020

Ir para o Deserto do Atacama era um sonho antigo, depois de alguns meses de preparação, chegamos a este lugar mágico, seco e de uma beleza exuberante.

Chileno

Cabe em meu coração latino- americano:

teus desertos solitários,
tuas cordilheiras geladas,
tuas chuvas abundantes,
teus salares, vulcões e arquipélagos,
teus tremores e terremotos.

teu rosto com traços mapuche,
teus olhos amendoados,
tua pele morena,
teu cheiro de araucária,
teu corpo que mais parece um oásis.

teus povos originários:
Ayamara, Changos, Chonos,
Atacameño, Rapa Nui,
Selk’nam, Yamaña,
Kawashkar, Tehuelche e Mapuche.

teus sons e silêncios,
tua harpa e guitarra,
a voz de Violeta Parra e Víctor Jara,
tuas danças chilenas: cueca nortina, criolla e valseada,
tuas cumbias e fusões musicais.

teus grandes pintores:
González, Puelma, Abarcá, Adulnate,
teus grandes poetas:
Pablo Neruda, Gabriela Mistral, Nicanor Parra,
tua arte em prosa e verso.

tuas contradições, tão humanas…
teu inconformismo pelos mortos da ditadura,
tua dor pujante,
teu grito preso na garganta,
teu desejo por mudanças.

teu choro e teu riso,
tua juventude e tua velhice,
tuas derrotas e vitórias,
teu amor e teu ódio,
tua guerra e tua paz.

tuas fronteiras e geografia,
latitudes e longitudes,
teus extremos meridionais,
teu amor que atravessa a Cordilheira,
tudo cabe nesse meu coração latino- americano.

Noemi N. Ansay

Chileno

Cabe en mi corazón latinoamericano:

sus desiertos solitarios,
sus cordilleras heladas,
tu abundantes lluvias,
sus salares, volcanes e islas,
sus temblores y terremotos.

su cara con rasgos mapuches,
sus ojos almendrados,
su piel morena,
su olor de Araucaria
su cuerpo que se parece más a un oasis.

sus pueblos originarios:
Ayamara Changos, Chonos,
Atacameña, Rapa Nui,
Selk’nam, Yamana,
Kawashkar, Tehuelche y Mapuche.

sus sonidos y silencios,
tu arpa y la guitarra,
la voz de Violeta Parra y Víctor Jara,
tus bailes chilenos: cueca campesina, criolla y valseada,
sus cumbias y fusiones musicales.

sus grandes pintores:
González, Puelma Abarca, Adulnate,
sus grandes poetas:
Pablo Neruda, Gabriela Mistral, Nicanor Parra,
tú eres en prosa y verso.

sus contradicciones, tan humano …
su inconformismo por los muertos de la dictadura,
tu gran dolor,
su grito atrapado en la garganta,
su deseo de cambio.

sus lágrimas y tu risa,
su juventud y su vejez,
sus ganancias y pérdidas,
tu amor y tu odio,
Su guerra y su paz.

sus fronteras y la geografía,
latitudes y longitudes,
su extremo sur,
tu amor que cruza la Cordillera,
todo cabe en mi corazón latinoamericano.

n.n.a

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: