Eleonai Assunção

O Eleonai é meu amigo desde adolescente e para mim é um exemplo de perseverança e fé em Deus.

Depoimento do meu amigo Eleonai Assunção

Meus amigos, quando nasci fui rejeitado por meus pais. Meus avós me criaram e me deram todo amor necessário para que eu pudesse sobreviver a essa sociedade tão preconceituosa. Meus pais, esses que me criaram encheram meu coração de esperança e me ensinaram a lutar e a sobreviver. Quando na infância eu jogava futebol com o pessoal do bairro sem discriminação, jogava volei, brincava de boto ( brincadeira de pegar no mar ), pescava, caçava passarinho lá no rosa, subia nos pés das árvores de goiabeira, pitanga, laranja, abacate, bananinha japão, limoeiro bem altos, limpava o chaminé da casa de meus pais para que eles me deixassem tomar banho de mar, brincava de peca, pipa, ia no barco pegar peixe para ajudar minha mae, juntava trigo, milho na saida das tombeiras do porto, para ajuntar dinheiro afim de comprar material escolar. Falando em estudo, o colégio que eu estudava se prontificou a quem tivesse condução a pagar a gasolina para me levarem ao colégio e trazerem e no meu bairro por incrível que pareça tinha um cidadão que tinha carro e seu filho estudava na mesma sala que a minha, e o mesmo sabia da minha dificuldade em estudar pois eu usava um aparelho pesado nas duas pernas isso dificultava minha locomoção e hoje eu vejo o mesmo cidadão sem nada pior que eu hoje, tanto ele quanto seu filho que se entregou as droga e a bebida. E, um belo dia eu tive uma ideia, que, se tirasse o aparelho da perna direita e só deixassem o da esquerda e deixasse a muleta e usasse bengala tudo iria melhorar e eu consegueria ir sozinho à escola. Conversei sobre o assunto com meu pai e o mesmo não aceitou, mas eu estava decidido do que queria e consegui convencer meu pai. Então eu ia a pé na chuva estudar e voltava e o mais complicado para mim era todas as quarta -feiras quando tinha integrada, que era no victor konder e é longe pra burro . Teria muito mais a lhes contar. E por tudo isso que passei me fez ser o que sou hoje e se sou o que sou e tenho o que tenho eu devo muito em primeiro lugar ao meu Deus que sempre esteve e estará comigo, a meus pais, aos meus amigos do bairro a minha famiíia hoje ( esposa e filhos ) e a todos aqueles que sempre me incentivaram e ainda incentivam hoje a a continuar a luta, posso lhes afirmar que em muitos momentos pensei em desistir e até a me questionar sobre minha existência. Hoje sou feliz e creio estar perto do fim do túnel e já posso ver a luz e isso alegra o nosso coração e nos dá paz. O que vocês vão assitir neste vídeo não é nada comparado a minha vida mas é pra refletir.
http://www.youtube.com/watch?v=YCU8mto9Ml0

Eleonai Assunção

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

Filipe Miguel

Amor Desejo Sedução Romance... à vossa disposição aqui

Beija-flor Cigano

Poesias, frases e pensamentos

Diário da Inclusão Social

A inclusão como ferramenta de transformação social

Depressão com Poesia

Assumi, estou com uma doença que afeta a saúde e apaga o amável. Depressão aqui vou te descrever: depoimentos, reportagens, prosas e muita POESIA.

escritora claudia isadora fernandes de oliveira

blog para divulgar meus livros e outras cositas más q ando aprontando...;)

Blog Carol Luvizotto

Ponto de vista: Carreira Acadêmica, Pesquisa Científica e Educação

Thiago Amazonas de Melo

Não acreditem em nada do que eu digo aqui. Isso não é um diário. Eu minto.

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: