Enxuga aí – Paulo Leminsky

enxuga aí


vê se enxerga


essa lágrima
eu deixei cair


examina


examina bem


vê se não é
água de pedra
ouro da mina
essa gotadágua


minha
obra-prima


Paulo Leminsky
Foto: Lorca

Um comentário em “Enxuga aí – Paulo Leminsky

Adicione o seu

  1. Olá, amei esta poesia. Realmente a lágrima é obra prima, é única, uma vez caida ela não retorna, e só o seu autor (a) saberá dar-lhe significado, por isso é ouro. Felizes os que produzes estas “obras primas”, pois saberão o seu valor. O valor de uma alegria, o peso de uma perda… quem sabe o SABOR e o SABER DA VIDA… o valor da compaixão… do amor, da AMIZADE… obrigada pelas suas partilhas, Noemy, gosto demais. Muita luz…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

Filipe Miguel

Amor Desejo Sedução Romance... à vossa disposição aqui

Beija-flor Cigano

Poesias, frases e pensamentos

Diário da Inclusão Social

A inclusão como ferramenta de transformação social

Depressão com Poesia

Assumi, estou com uma doença que afeta a saúde e apaga o amável. Depressão aqui vou te descrever: depoimentos, reportagens, prosas e muita POESIA.

escritora claudia isadora fernandes de oliveira

blog para divulgar meus livros e outras cositas más q ando aprontando...;)

Blog Carol Luvizotto

Ponto de vista: Carreira Acadêmica, Pesquisa Científica e Educação

Thiago Amazonas de Melo

Não acreditem em nada do que eu digo aqui. Isso não é um diário. Eu minto.

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: