Poeticamente Vivos

Poeticamente Vivos

Para Valter Hugo Mãe

Nem precisaremos mais falar da Morte:

ela está sempre à espreita,

sempre alerta,

como um lobo feroz,

com seus dentes afiados,

sua cabeleira medonha,

seu bafo pútrido.

 

Nem falaremos de seus filhos,

todos hediondos, tal qual a mãe:

o ódio, a crueldade,

os extermínios,

os assassinatos,

a intolerância nossa de cada dia.

 

Nem veremos mais a seus espetáculos midiáticos,

suas tolices, suas piadas sujas,

sua raiva revestida de “bons modos”,

sua pele de cordeiro que abriga o lobo,

suas inconveniências,

sua pose de “boa moça.”

 

Nem comeremos a sua mesa:

seus manjares cobertos de discórdias,

adocicados com fel,

recheados da raiva deste mundo,

aromatizados com lascívia,

degenerados, frutos do mal.

 

Tão cansados, ultrajados e humilhados,

iremos mais adiante, mais profundo,

esqueceremos, ao menos, por um instante,

da Morte que nos assola, por tanto tempo,

olharemos além das aparências,

além do paraíso perdido.

 

Andaremos sobre pedras,

pelo caminho estreito,

talvez os pés sangrem,

a pele enrugue e seque,

os pensamentos desvaneçam

e desistir pareça ser a melhor opção.

 

Respiraremos,

como recém-natos,

ofegantes e quase sem forças,

voltaremos do fundo do poço,

vivos, amantes, amigos,

poetas, fraternos e ressurretos.

 

Insistiremos na Vida:

acordaremos,

depois da noite mais escura e longa,

faremos amor,

geraremos filhos e filhas,

seremos pais e mães,

trabalharemos com as mãos,

entoaremos velhas canções,

dançaremos sobre nosso desprezo,

escreveremos poesias,

beijaremos nossas feridas,

faremos as pazes com nosso coração partido,

divinos e humanos que somos, sobreviventes,

Viveremos !

noemi n. ansay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

Filipe Miguel

Amor Desejo Sedução Romance... à vossa disposição aqui

Beija-flor Cigano

Poesias, frases e pensamentos

Diário da Inclusão Social

A inclusão como ferramenta de transformação social

Depressão com Poesia

Assumi, estou com uma doença que afeta a saúde e apaga o amável. Depressão aqui vou te descrever com informes e POESIA. A dor em forma de arte.

escritora claudia isadora fernandes de oliveira

blog para divulgar meus livros e outras cositas más q ando aprontando...;)

Blog Carol Luvizotto

Ponto de vista: Carreira Acadêmica, Pesquisa Científica e Educação

Thiago Amazonas de Melo

Não acreditem em nada do que eu digo aqui. Isso não é um diário. Eu minto.

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: