Philip Glass – Metamorphosis

Metamorfose

 

não sou o que era antes

e nem serei amanhã o que sou hoje,

vivo a temeridade  e a exuberância

da metamorfose todos os dias.

 

 

larva, asquerosa, repugnante,

pupa pendurada em uma folha,

crisálida silenciosa, grávida de vida,

aguarda ser  borboleta.

( Noemi N. Ansay)

Imagem: http://cultura.estadao.com.br/blogs/estado-da-arte/falando-de-musica-philip-glass-faz-80-anos/

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s