Minha Irmã Finlandesa

6.jpg

 

Minha Irmã Finlandesa

para Mari Suoheimo

Sim, a contragosto

aprenderei novamente

a ressignificar a palavra saudades.

 

Essa nostalgia que chega de mansinho,

uma mistura fina de tristeza e alegria,

e que vai ocupando todos os espaços.

 

Hoje, não há o que dizer,

só ficará o vazio da sua presença

um dia nublado, tão comum em Curitiba.

 

Nas memórias de curta e longa duração,

ficarão as lembranças do partilhar a vida,

os dias de sol e chuva,

 

As viagens, as refeições,

dias de Natal e aniversários,

imagens, sons e aromas.

 

Seus olhos tão azuis e brilhantes,

seus cabelos tão clarinhos,

sua natureza nórdica, silenciosa e fina.

 

Sempre achei curioso,

que em você o minimalismo,

ocupasse tantos espaços.

 

Sim, preenchias o tempo e o lugar,

com seus gestos de carinho,

com seu sorriso de menina.

 

Sua devoção as artes,

ao cozinhar, as flores,

aos amigos e estudantes.

 

Sei, que deixas aqui um pedaço de ti,

peço que também nos leve na bagagem e no coração,

aprendemos com tudo nesta curta passagem pela terra dos viventes.

 

Seremos irmãs para sempre,

se não de sangue e de idioma,

mas de alma e coração.

 

Gratidão para sempre,

Kitos, Kitos, Kitos.

Noemi N. Ansay

06/09/2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s